//ENEM-ESPANHOL – QUESTÕES – ARTIGO 17/45

ENEM-ESPANHOL – QUESTÕES – ARTIGO 17/45

Olá a todos!

Hoje, temos o nosso décimo sétimo artigo da série de artigos que trarão para vocês questões das provas do ENEM do ano de 2012 até 2018. Vamos começar com questões do último ano até chegar às questões de 2012.

Ao todo serão 45 artigos que sendo publicados de 3 em 3 dias. 

Então, sem mais delongas vamos aos comentários da questão do ENEM.

Boa leitura.

Prof. Adinoél Sebastião

@adinoel.sebastiao / www.adinoel.com / adinoel.sebastiao@gmail.com

PACOTE ENEM-2019


PROVA ENEM-2016 – QUESTÃO 92 – TRADUÇÃO LIVRE

TRADUÇÃO LIVRE DO TEXTO DA QUESTÃO

A Sala II da Câmara de Cassação Penal ordenou
que Marcela e Felipe Noble Herrera, os filhos adotivos
da dona do Clarín, se submetam “à extração direta,
com ou sem consentimento, de amostras mínimas
de sangue, saliva, pele, cabelo ou outras amostras biológicas”
que lhes pertençam de maneira “indubitável” para poder
determinar se são filhos de desaparecidos. 
O tribunal, assim,
deu lugar a uma reclamação das Avôs da Praça de Maio
e moveu do arquivo uma causa judicial que já leva dez
anos de indefinição. 
Entretanto, simultaneamente, fixou
um limite e somente habilitou a comparação dos perfis
genéticos dos jovens com o DNA das famílias
de pessoas “detidas ou desaparecidas com certeza” até
13 de maio de 1976, no caso de Marcela, e até
7 de julho do mesmo ano no caso de Felipe. 
A obtenção do
material genético não será imediata, já que algumas das
partes apelarão e o tema inevitavelmente desembocará
na Corte Suprema, que terá a palavra final sobre
discussão de fundo.

“É uma (pá) de cal e outra de areia, é querer ficar bem
com Deus e com o diabo”, resumiu a presidente da Avós,
Estela Carlotto, sua primeira impressão da resolução
que assinaram Guilhermo Yacobucci, Luis García e Raúl
Madueño. 
Ainda assim a avaliou como “um passo importante”
porque determina que “sim ou sim a coleta de sangue ou
de elementos que contenham DNA deve acontecer”. 
“O
que nos caiu mal”, anotou, e “a limitação” temporal
que permitirá que a comparação se faça somente com um
grupo de famílias. 
“Seguimos a história de que aqui
há de primeira e de segunda. Por que todos os demais
casos sempre se hão comparado com o Banco (de Dados
Genéticos) completo e neste não?” perguntou.


PROVA ENEM-2016 – QUESTÃO 92 – COMENTÁRIOS

A questão é de interpretação de textos. O enunciado que saber para que é utilizada a expressão “una de cal y otra de arena” dentro do contexto do texto.

Vamos olhar para cada alternativa da questão.

A alternativa “A” afirma que a expressão “una de cal y otra de arena” é utilizada no contexto do texto para referir-se ao fato de a decisão judicial não implicar a sua imediata aplicação. ISSO ESTÁ ERRADO. A expressão em questão nada tem a ver com a aplicação imediata da decisão judicial. Aliás, o primeiro período indica que a decisão da “Sala II de la Cámara de Casación Penal” é para ser executada imediatamente. O período informa que a “Cámara” ordenou que Marcela e Felipe Noble Herrera se submetam aos procedimentos de extração de amostras biológicas.

A alternativa “B” afirma que a expressão “una de cal y otra de arena” é utilizada no contexto do texto para destacar a inevitável execução da sentença. ISSO ESTÁ ERRADO. A expressão em questão nada tem a ver com a execução da decisão judicial. Na realidade, a expressão é utilizada para questionar o conteúdo da decisão.

A alternativa “C” afirma que a expressão “una de cal y otra de arena” é utilizada no contexto do texto para ironizar a parcialidade da Justiça nessa ação. ISSO ESTÁ CORRETO. A expressão equivale à expressão em Português “fazer duas coisas antagônicas ao mesmo tempo”. No texto, quando a presidenta das Avós da Praça de Maio fala “Es una de cal y otra de arena”, ela está querendo dizer que a Justiça está sendo parcial, está ironizando dizendo que a Justiça está dando uma decisão para ficar bem com os dois lados da questão. Isso também pode ser visto na fala “es querer quedar bien con Dios y con el diablo”.

A alternativa “D” afirma que a expressão “una de cal y otra de arena” é utilizada no contexto do texto para criticar a coleta compulsória do material genético. ISSO ESTÁ ERRADO. A expressão tem sim um tom de crítica, mas não em relação à coleta do material. A crítica é em relação ao conteúdo da decisão que manda coletar as amostras biológicas.

A alternativa “E” afirma que a expressão “una de cal y otra de arena” é utilizada no contexto do texto para enfatizar a determinação judicial como algo consolidado. ISSO ESTÁ ERRADO. A expressão não tem o objetivo de enfatizar a determinação da decisão. A expressão vem criticar, ironizar o conteúdo da decisão judicial.

Resposta: C